O Voando em Moçambique é um pequeno tributo à História da Aviação em Moçambique. Grande parte dos seus arquivos desapareceram ou foram destruídos e o que deles resta, permanecem porventura silenciosos nas estantes de muitos dos seus protagonistas. A História é feita por todos aqueles que nela participaram. É a esses que aqui lançamos o nosso apelo, para que nos deixem o seu contributo real, pois de certo possuirão um espólio importante, para que a História dessa Aviação se não perca nos tempos e com ela todos os seus “heróis”. As gerações futuras de certo lhes agradecerão. Muitos desses verdadeiros heróis, ilustres aventureiros desconhecidos, souberam desafiar os perigos de toda a ordem, transportando pessoas e bens de primeira necessidade ou evacuando doentes, em condições meteorológicas adversas, quais “gloriosos malucos das máquinas voadoras”. Há que incentivar todos aqueles que ainda possuam dados e documentos que possam contribuir para que essa História se faça e se não extinga com eles, que os publiquem, ou que os cedam a organizações que para isso estejam vocacionadas. A nossa gratidão a todos aqueles que ao longo dos tempos se atreveram e tiveram a coragem de escrever as suas “estórias” e memórias sobre a sua aviação. Só assim a História da Aviação em Moçambique se fará verdadeiramente, pois nenhum trabalho deste género é suficientemente exaustivo e completo. A todos esses ilustres personagens do nosso passado recente que contra tudo e todos lutaram para que essa história se fizesse, a nossa humilde e sincera homenagem.

A eles dedicamos estas linhas.

José Vilhena e Maria Luísa Hingá

========================

Quem tiver fotos e/ou documentos sobre a Aviação em Moçambique e os queira ver publicados neste blogue, pode contactar-me pelo e-mail:lhinga@gmail.com

=======================

Por motivo alheio algumas das imagens não abrem no tamanho original. Nesse caso podem selecionar “abrir imagem num novo separador” ou “Guardar imagem como…”.

31/01/13

804 - CR-ABQ, DC-3, da DETA


CR-ABQ "Lupata" em Nampula (1958)
Foto de Ana Maria Guimarães Oliveira
Espólio fotográfico do Cte. Nogueira


Agradeço a  John Heggblom, a cedência destas fotos tiradas pelo pai "Connie" Heggblom, em Moçambique, no principio dos anos 50.

Dados cedidos pelo Cte. Vilhena.

803 - Cte Jorge Veloso, Cte Dias Miranda e Mecânico Fortuna em Inhambane

Espólio Rui Monteiro

25/01/13

802 - TAT-Transportes Aéreos de Tete

CR-AHX -
  Destruído em Vila Cabral a 06/02/1969 / Piloto Mário Gouveia
Segundo o Cte. Vítor Silva, a quem agradecemos a informação:
"Este avião era pilotado pelo Mário Gouveia e levava a bordo dois ou três pilotos da Força Aérea
(destacados no AM) e que ele havia convidado para participarem num voo local, demonstrativo da "fantástica performance" daquele binómio avião/piloto.
Como pode verificar pela fotografia os hélices estão em bandeira (especialmente visível a do motor
esquerdo) e como se sabe bastava um embandeirado para que este avião (Aztec-250)
tivesse dificuldades com um solo a cerca de 4500 pés, como era o caso; no entanto se bem me lembro ficou provado que o citado binómio enrolava uns "toneauxs" enchouriçados e até uns loopings. A demonstração acabou com uma papada ao lado da pista, mas tudo nos conformes!"
 CR-AKX
 CR-ALU
 CR-AMH
 CR-AMH
CR-AMH 
  CR-AMX - 1976 Ricardo Inácio no Chitengo com uma missão francesa
Foto e legenda Ricardo Inácio
 CR-AMX
CR-AMX  - Ver artigo 144 sobre o acidente
CR-AOK






801 - ACI-Aero Clube de Inhambane
















Fotos de Isabel Nunes Ramalhinho

800 - Manual de Segurança na Placa, escrito pelo Cte. Ibarra Martins