O Voando em Moçambique é um pequeno tributo à História da Aviação em Moçambique. Grande parte dos seus arquivos desapareceram ou foram destruídos e o que deles resta, permanecem porventura silenciosos nas estantes de muitos dos seus protagonistas. A História é feita por todos aqueles que nela participaram. É a esses que aqui lançamos o nosso apelo, para que nos deixem o seu contributo real, pois de certo possuirão um espólio importante, para que a História dessa Aviação se não perca nos tempos e com ela todos os seus “heróis”. As gerações futuras de certo lhes agradecerão. Muitos desses verdadeiros heróis, ilustres aventureiros desconhecidos, souberam desafiar os perigos de toda a ordem, transportando pessoas e bens de primeira necessidade ou evacuando doentes, em condições meteorológicas adversas, quais “gloriosos malucos das máquinas voadoras”. Há que incentivar todos aqueles que ainda possuam dados e documentos que possam contribuir para que essa História se faça e se não extinga com eles, que os publiquem, ou que os cedam a organizações que para isso estejam vocacionadas. A nossa gratidão a todos aqueles que ao longo dos tempos se atreveram e tiveram a coragem de escrever as suas “estórias” e memórias sobre a sua aviação. Só assim a História da Aviação em Moçambique se fará verdadeiramente, pois nenhum trabalho deste género é suficientemente exaustivo e completo. A todos esses ilustres personagens do nosso passado recente que contra tudo e todos lutaram para que essa história se fizesse, a nossa humilde e sincera homenagem.

A eles dedicamos estas linhas.

José Vilhena e Maria Luísa Hingá

========================

Quem tiver fotos e/ou documentos sobre a Aviação em Moçambique e os queira ver publicados neste blogue, pode contactar-me pelo e-mail:lhinga@gmail.com

=======================

Por motivo alheio algumas das imagens não abrem no tamanho original. Nesse caso podem selecionar “abrir imagem num novo separador” ou “Guardar imagem como…”.

26/04/08

446-Funcionários da TAP no Aeroporto da Beira


António Vaz nos cantos superior esquerdo e direito bem como no canto inferior esquerdo. Francisco Simões Rodrigues nas restantes fotos.

Obrigada Vaz!!!

445-Paraquedistas femininas da Beira. 15 e 16-12-1969

Treino em 1969
Angelina
Isabel Antão
Isabel Antão
São Sampaio
Fotos enviadas por VP. Muito obrigada.

444-1º Boeing 747 (Jumbo) da Tap a aterrar no Aeroporto da Beira, Moçambique em 4 de Junho de 1973


1-Barros 2-Gonçalves 3- Gracio

Alfredo Rodrigues "Tinobonga" e Natércia Taborda, da DETA
Mata e Nocas, da DETA

Fotos de Alfredo Rodrigues "Tinobonga", antigo funcionário da DETA. O meu obrigada.

443-A Linha Aérea Imperial

Clicar nas imagens para as ver no tamanho original.General Humberto Delgado e Cte. Manuel M. Rocha junto ao CS-TAB
Tripulação da TAP, junto do CS-TDC no inicio do 1º. voo Lisboa/Lourenço Marques



Artigo de Dr. José Manuel Correia.
Fotos do Espólio do Cte. Manuel Maria Rocha
Copiado com a devida vénia, da Revista Mais Alto, de Mar/Abr 08.

01/04/08

442-Significado do Logotipo do Voando em Moçambique

Significado do Logotipo, segundo o autor.
As iniciais VM aladas, símbolo aviação e aviadores, com 2 tonalidades diferentes, sendo a primeira representativa do Capim (mais clara) e a segunda da terra castanho-dourado (mais escura).

A atravessar centralmente o VM alado uma das setas das Armas Maiores do Moçambique Português, na sua posição descendente, e que representa todas as sete do seu escudo.

Escudo esse que passa a ser o escudo com formato tribal, símbolo do expoente máximo almejado por qualquer jovem nativo - o de se tornar guerreiro - neste caso, um guerreiro dos céus.
O fundo em tons de Jade invoca a preciosidade do país.

O meu Obrigado ao Cte. Vilhena por me ter surpreendido com o Logotipo, que a partir de hoje faz parte do cabeçalho deste blog e a Luís Pereira, o autor do design do Logo.

Gostava de saber a opinião dos frequentadores deste blogue.