O Voando em Moçambique é um pequeno tributo à História da Aviação em Moçambique. Grande parte dos seus arquivos desapareceram ou foram destruídos e o que deles resta, permanecem porventura silenciosos nas estantes de muitos dos seus protagonistas. A História é feita por todos aqueles que nela participaram. É a esses que aqui lançamos o nosso apelo, para que nos deixem o seu contributo real, pois de certo possuirão um espólio importante, para que a História dessa Aviação se não perca nos tempos e com ela todos os seus “heróis”. As gerações futuras de certo lhes agradecerão. Muitos desses verdadeiros heróis, ilustres aventureiros desconhecidos, souberam desafiar os perigos de toda a ordem, transportando pessoas e bens de primeira necessidade ou evacuando doentes, em condições meteorológicas adversas, quais “gloriosos malucos das máquinas voadoras”. Há que incentivar todos aqueles que ainda possuam dados e documentos que possam contribuir para que essa História se faça e se não extinga com eles, que os publiquem, ou que os cedam a organizações que para isso estejam vocacionadas. A nossa gratidão a todos aqueles que ao longo dos tempos se atreveram e tiveram a coragem de escrever as suas “estórias” e memórias sobre a sua aviação. Só assim a História da Aviação em Moçambique se fará verdadeiramente, pois nenhum trabalho deste género é suficientemente exaustivo e completo. A todos esses ilustres personagens do nosso passado recente que contra tudo e todos lutaram para que essa história se fizesse, a nossa humilde e sincera homenagem.

A eles dedicamos estas linhas.

José Vilhena e Maria Luísa Hingá

========================

Quem tiver fotos e/ou documentos sobre a Aviação em Moçambique e os queira ver publicados neste blogue, pode contactar-me pelo e-mail:lhinga@gmail.com

=======================

Por motivo alheio algumas das imagens não abrem no tamanho original. Nesse caso podem selecionar “abrir imagem num novo separador” ou “Guardar imagem como…”.

22/04/10

668- Cte.Carlos Alberto César Paixão Rodrigues

Fotos e artigos enviados posteriormente pela neta Nádia Pinheiro.







Faleceu dia 20 de Abril, no hospital Egas Moniz em Lisboa, o nosso colega Paixão Rodrigues (Carlos Alberto César Paixão Rodrigues).

Luísa, lá nos deixou mais um companheiro de voo da nossa DETA.
Dos seis anos que partilhei com ele uma vida profissional intensa que era a nossa vida dos anos 66 a 72, nunca esquecerei o homem que foi o Comandante Paixão Rodrigues, o profissional sóbrio mas competente, o "gentleman" dificilmente igualado.

Nota enviada pelo Cte. Primavera.
Os pêsames do Voando em Moçambique.

3 comentários:

Ricardo Quintino disse...

À familia enlutada os meus sentidos pêsames.

Não o conheci pessoalmente, mas era um nome sonante no meio aeronáutico em Moçambique, no ante 25A.

Que fique em paz !

Ricardo Quintino

Fado Alexandrino disse...

Em Quelimane, no antigo aeroporto, não havia nada, era uma casinhota.
Todos os tripulantes tinham que passar por lá no meio dos passageiros, mirones e toda a gente para assinarem e receberem a lista de passageiros e demais papelada.
Por isso eram todos conhecidos do público em geral.
Tenho muitas saudades desse tempo e desejo um feliz ETA ao Comandante Paixão ao seu novo destino.

Prof. disse...

Gostaria de agradecer os sentimentos genuínos demonstrados pelo meu avô, que foi, também ele, um homem muito genuíno e são.
Serve de consolo saber que está a voar mais alto do que alguma vez voou e com outros seres superiores.

Rest in peace, grandpa.

x Nádia Pinheiro x