O Voando em Moçambique é um pequeno tributo à História da Aviação em Moçambique. Grande parte dos seus arquivos desapareceram ou foram destruídos e o que deles resta, permanecem porventura silenciosos nas estantes de muitos dos seus protagonistas. A História é feita por todos aqueles que nela participaram. É a esses que aqui lançamos o nosso apelo, para que nos deixem o seu contributo real, pois de certo possuirão um espólio importante, para que a História dessa Aviação se não perca nos tempos e com ela todos os seus “heróis”. As gerações futuras de certo lhes agradecerão. Muitos desses verdadeiros heróis, ilustres aventureiros desconhecidos, souberam desafiar os perigos de toda a ordem, transportando pessoas e bens de primeira necessidade ou evacuando doentes, em condições meteorológicas adversas, quais “gloriosos malucos das máquinas voadoras”. Há que incentivar todos aqueles que ainda possuam dados e documentos que possam contribuir para que essa História se faça e se não extinga com eles, que os publiquem, ou que os cedam a organizações que para isso estejam vocacionadas. A nossa gratidão a todos aqueles que ao longo dos tempos se atreveram e tiveram a coragem de escrever as suas “estórias” e memórias sobre a sua aviação. Só assim a História da Aviação em Moçambique se fará verdadeiramente, pois nenhum trabalho deste género é suficientemente exaustivo e completo. A todos esses ilustres personagens do nosso passado recente que contra tudo e todos lutaram para que essa história se fizesse, a nossa humilde e sincera homenagem.

A eles dedicamos estas linhas.

José Vilhena e Maria Luísa Hingá

========================

Quem tiver fotos e/ou documentos sobre a Aviação em Moçambique e os queira ver publicados neste blogue, pode contactar-me pelo e-mail:lhinga@gmail.com

=======================

Por motivo alheio algumas das imagens não abrem no tamanho original. Nesse caso podem selecionar “abrir imagem num novo separador” ou “Guardar imagem como…”.

01/03/08

436-Espólio fotográfico de Matos Viegas, funcionário da DETA


O meu obrigada ao filho Carlos Matos Viegas, que me enviou as fotos e este e-mail.

"Foi com um misto de sentimentos, lavados com uma lágrima no canto do olho, que vi uma fotografia do meu, já falecido, Pai (n.º7 da foto 382).



No comentário a essa fotografia, prometi fazer uma apanha de algumas fotografias do meu Pai e de lhas enviar. Como o prometido é devido, aqui vão elas.



As fotografias que envio estão todas legendadas, mas como falta a identificação de muita gente, seria interessante, que quem souber, as vá completando.



Irei concerteza passar muito mais vezes por aqui, pois... Recordar é viver...


Até breve


Carlos Matos Viegas

4 comentários:

Isabel Metello disse...

Luísa,

passei só para dizer olá e um kanimambo, por nos transportar sempre de forma mágica e alada às nossas memórias mais gratificantes da nossa terra...
O seu blog é um must.
Abraço,

Isabel Metello

fernando andrade disse...

caro amigo
De realcar a categoria deste blog nao so pelo seu grandiosso conteudo em palavra bem como de fotografia, esta pois de parabens.
Nao quero porem terminar sem deixar uma nota em jeito de homenagem a esse grande homem de seu nome Manuel Matos Viegas,pessoa ligada a minha familia mas homem duma grandeza enorme.
Para todos um abraco dum mocambicano de raiz e orgulhoso de o ser.
kanimanbo

Luisa Hingá disse...

Transcrevo esta msg:
Boa Noite

Em referência à foto “ Jogo de futebol entre funcionários da DETA “ que se encontra na página 436 – Espólio fotográfico de Matos Viegas, funcionário da DETA, gostaria que a mesma fosse legendada com

o seguinte nome no nº 2 da respectiva fotografia:

- FRANCISCO SILVA ALMEIDA ( TÉCNICO DE MOTORES DE AVIÃO )

Grato pela atenção dispensada

Com os melhores cumprimentos

Francisco Almeida

( Filho de Francisco Silva Almeida )

Luisa Hingá disse...

A foto já foi actualizada.
O meu obrigada.
Luísa Hingá