O Voando em Moçambique é um pequeno tributo à História da Aviação em Moçambique. Grande parte dos seus arquivos desapareceram ou foram destruídos e o que deles resta, permanecem porventura silenciosos nas estantes de muitos dos seus protagonistas. A História é feita por todos aqueles que nela participaram. É a esses que aqui lançamos o nosso apelo, para que nos deixem o seu contributo real, pois de certo possuirão um espólio importante, para que a História dessa Aviação se não perca nos tempos e com ela todos os seus “heróis”. As gerações futuras de certo lhes agradecerão. Muitos desses verdadeiros heróis, ilustres aventureiros desconhecidos, souberam desafiar os perigos de toda a ordem, transportando pessoas e bens de primeira necessidade ou evacuando doentes, em condições meteorológicas adversas, quais “gloriosos malucos das máquinas voadoras”. Há que incentivar todos aqueles que ainda possuam dados e documentos que possam contribuir para que essa História se faça e se não extinga com eles, que os publiquem, ou que os cedam a organizações que para isso estejam vocacionadas. A nossa gratidão a todos aqueles que ao longo dos tempos se atreveram e tiveram a coragem de escrever as suas “estórias” e memórias sobre a sua aviação. Só assim a História da Aviação em Moçambique se fará verdadeiramente, pois nenhum trabalho deste género é suficientemente exaustivo e completo. A todos esses ilustres personagens do nosso passado recente que contra tudo e todos lutaram para que essa história se fizesse, a nossa humilde e sincera homenagem.

A eles dedicamos estas linhas.

José Vilhena e Maria Luísa Hingá

========================

Quem tiver fotos e/ou documentos sobre a Aviação em Moçambique e os queira ver publicados neste blogue, pode contactar-me pelo e-mail:lhinga@gmail.com

=======================

Por motivo alheio algumas das imagens não abrem no tamanho original. Nesse caso podem selecionar “abrir imagem num novo separador” ou “Guardar imagem como…”.

17/02/07

227-Eva Vaz - Primeira piloto comercial portuguesa











Natural do Porto onde nasceu a19 de Julho de 1947 obteve com 21 anos de idade, a 9 de Dezembro de 1968, a licença de Piloto Particular de Aeroplanos, realizando o seu exame num Auster D5.

A 27 de Março de 1973 tornou-se a primeira mulher Piloto Comercial em Portugal, efetuando as suas provas de exame em Angola nos Serviços de Aeronáutica Civil, num Cessna 172.

Em 1976 no continente obteve a qualificação de voo por instrumentos na DGAC.

Em Moçambique obteve a qualificação de Plurimotores ao serviço da ETAPA (Empresa de Transportes Aéreos de Porto Amélia), pilotando durante um ano e meio bimotores Islander.

Regressada de Moçambique após a independência trabalhou durante nove anos na Aero Algarve em Portimão, executando voos de fotografia, turísticos e publicidade com manga. A partir de Portimão e por mais de um ano foi piloto privativo dum investidor americano.

Finalmente ingressou em 1988 nos quadros da LAR Transregional, (mais tarde LAR EUROAIR), onde como copiloto voou os aviões turbohélice HS-748 (Avro), BAe ATP e BAe 146 a jato.

Foi também a 1ª portuguesa detentora de uma licença de Piloto de Linha Aérea, PLAA nº 956, efetuando em 1991 os seus exames no INAC.

Terminou nesta empresa a sua longa carreira de piloto comercial, averbando alguns milhares de horas de voo.

1 comentário:

O Micróbio II disse...

Mulheres ao volante, ou mulheres com asas... :-)