O Voando em Moçambique é um pequeno tributo à História da Aviação em Moçambique. Grande parte dos seus arquivos desapareceram ou foram destruídos e o que deles resta, permanecem porventura silenciosos nas estantes de muitos dos seus protagonistas. A História é feita por todos aqueles que nela participaram. É a esses que aqui lançamos o nosso apelo, para que nos deixem o seu contributo real, pois de certo possuirão um espólio importante, para que a História dessa Aviação se não perca nos tempos e com ela todos os seus “heróis”. As gerações futuras de certo lhes agradecerão. Muitos desses verdadeiros heróis, ilustres aventureiros desconhecidos, souberam desafiar os perigos de toda a ordem, transportando pessoas e bens de primeira necessidade ou evacuando doentes, em condições meteorológicas adversas, quais “gloriosos malucos das máquinas voadoras”. Há que incentivar todos aqueles que ainda possuam dados e documentos que possam contribuir para que essa História se faça e se não extinga com eles, que os publiquem, ou que os cedam a organizações que para isso estejam vocacionadas. A nossa gratidão a todos aqueles que ao longo dos tempos se atreveram e tiveram a coragem de escrever as suas “estórias” e memórias sobre a sua aviação. Só assim a História da Aviação em Moçambique se fará verdadeiramente, pois nenhum trabalho deste género é suficientemente exaustivo e completo. A todos esses ilustres personagens do nosso passado recente que contra tudo e todos lutaram para que essa história se fizesse, a nossa humilde e sincera homenagem.

A eles dedicamos estas linhas.

José Vilhena e Maria Luísa Hingá

========================

Quem tiver fotos e/ou documentos sobre a Aviação em Moçambique e os queira ver publicados neste blogue, pode contactar-me pelo e-mail:lhinga@gmail.com

=======================

Por motivo alheio algumas das imagens não abrem no tamanho original. Nesse caso podem selecionar “abrir imagem num novo separador” ou “Guardar imagem como…”.

28/01/14

864 - António Tomás Rocha Quartin

Nasceu em Lisboa na freguesia de S. José a 30 de Setembro de 1908, filho de António Tomás do Amaral Quartin e de Ernestina Adelaide Passos Rocha. 
Iniciou os voos de instrução na Escola Civil de Pilotagem Manuel Bramão utilizando para o efeito um pequeno monomotor Taylor Cub J-2 de 40 cavalos com a matrícula “CS-AAQ”, tendo obtido a sua licença de piloto de aviões de turismo nº 31 a 11 de Dezembro de 1936. 

Foi o 4º aluno formado por esta instituição pioneira em Portugal.

Incorporado como voluntário a 10 de Agosto de 1937 na Escola Militar Aeronáutica na Granja do Marquês em Sintra com o nº 13 frequentando o CITPAM – Centro de Instrução e Treino de Pilotos Aviadores Milicianos, no que foi o 1º curso de pilotos milicianos realizado naquela base aérea, voando num DeHavilland DH-82A Tiger Moth. Terminou o curso com a classificação de 12 valores. 

Paralelamente foi instrutor na Escola Manuel Bramão a partir de Outubro de 1937, Escola de Aviação da Mocidade Portuguesa e Aero Clube de Portugal, onde formou inúmeros pilotos civis.

A 18 de Janeiro de 1939 foi promovido a 2º sargento piloto miliciano.

Realizou o seu último voo como piloto a 13 de Setembro de 1958 com um total de 1.830:23 horas de voo.
De Dezembro de 1943 a 1945 foi piloto da SPLAL - Sociedade Portuguesa de Levantamentos Aéreos Lda., voando ao serviço desta empresa em trabalhos e fotogrametria aérea.
A 14 de Agosto de 1948 foi nomeado como piloto aviador do quadro da Direção Geral de Aeronáutica Civil, sendo posteriormente nomeado diretor de aeródromo de 1ª classe do quadro comum dos Serviços de Aeronáutica Civil de Angola e Moçambique a 12 de Junho de 1958 e a diretor de aeroporto de 1ª classe a 28 de Setembro de 1968.
Exerceu durante longos anos o cargo de Inspetor Provincial a Aeronáutica Civil desempenhando as funções de diretor do aeroporto de Lourenço Marques de 1958 até 30 de Setembro de 1973, data em que passou à reforma por ter atingido 65 anos de idade.
A 13 de Dezembro de 1950 após efetuar 02:21 horas de voo em Alverca obteve a Licença de Piloto Particular de Planadores classe “C”.
Na sua juventude foi um ferrenho desportista de motociclismo, tendo participado em inúmeras competições desta modalidade.
Foi eleito Sócio Honorário do Aero Clube de Torres Vedras pelos serviços prestados à instituição. Durante a sua passagem pela DGAC colaborou ativamente na preparação da legislação aérea portuguesa para a adequar às regras emanadas pela ICAO (Organização Internacional da Aviação Civil) e teve um papel importante na política de auxílio aos Aero Clubes com a cedência de subsídios e aviões de escola e treino por parte desta organização do estado.
Foi galardoado com o Diploma Paul Tissandier da FAI – Federação Aeronáutica Internacional a 26 de Setembro de 1989 pela sua longa carreira aeronáutica, tendo formado mais de cem pilotos como instrutor na Escola Manuel Bramão, Aero Clube de Portugal, Mocidade Portuguesa e DGAC.
Faleceu a 18 de Novembro de 1994 no Estoril onde residia, aos 86 anos de idade.

Planadores voados: SlingsbyT.21B Sedbergh e Nord 1300.
Aviões Militares voados: DeHavilland DH.82 Tiger Moth, Avro 504, Avro 626, Vickers Valparaiso, Potez 25, DeHavilland DH-84 Dragon.
Aviões Civis voados: Piper Cub, Piper Super Cub, Piper Super Cruiser, Auster, DeHavilland DH.60G Gipsy Moth, DeHavilland DH.82 Tiger Moth, Aeronca KC, DeHavilland DH.87A Hornet Moth, DeHavilland DH.94 Moth Minor, Bucker Bü 131B Jungamann, Caudron 635M Simoun, Messerschmitt BFW M-18C, Globe Swift, Luscomb 8E e DHC-1 Chipmunk T.10.


 Em S. Jacinto (Aveiro) num Junkers K.43W da Aviação Naval
Em S. Jacinto (Aveiro) junto a um Junkers K.43W da Aviação Naval 
 Avião da Escola Manuel Bramão
 Avião da Mocidade Portuguesa
Inauguração do aeródromo de Mirandela 
Escola Manuel Bramão 
 Escola Manuel Bramão
 Escola Manuel Bramão

Avião da Escola Manuel Bramão 
Avião da Escola Manuel Bramão 
 Inauguração do aeródromo de Mirandela (verificando a direcção do vento)


DeHavilland Dragon da Aeronáutica Militar 
DeHavilland Dragon da Aeronáutica Militar 
DeHavilland Dragon da Aeronáutica Militar 
MESSERSCHMITT BFW M-18C da SPELAL 
MESSERSCHMITT BFW M-18C da SPELAL 

Com 85 anos.
Joaquim Castro, António Quartin, Manuel Bramão, Simão Aranha e Rui Monteiro
Licença de Piloto de Aviões de Turismo
 Licença de Piloto de Aviões de Turismo
Licença de Piloto de Aviões de Turismo
Licença de Piloto de Aviões de Turismo
Licença de Piloto Particular de Aeroplanos 
 Licença de Piloto Particular de Aeroplanos
 Licença FAI - Federação Aeronáutica Internacional
Cartão do SAC 
1ª Caderneta de Voo 
1ª Caderneta de Voo 
1ª Caderneta de Voo 
 Caderneta de Voo Sem Motor (Planadores)
 Caderneta de Voo Sem Motor (Planadores)

Aero Clube de Torres Vedras
Cartão de Piloto Aviador da DGAC



Diploma Paul Tissandier

Revista do Ar 578
Aerogare de Mavalane


Todos os documentos aqui expostos foram cedidos pela sua filha Celia Stichini Quartin a quem agradecemos.

Sem comentários: