O Voando em Moçambique é um pequeno tributo à História da Aviação em Moçambique. Grande parte dos seus arquivos desapareceram ou foram destruídos e o que deles resta, permanecem porventura silenciosos nas estantes de muitos dos seus protagonistas. A História é feita por todos aqueles que nela participaram. É a esses que aqui lançamos o nosso apelo, para que nos deixem o seu contributo real, pois de certo possuirão um espólio importante, para que a História dessa Aviação se não perca nos tempos e com ela todos os seus “heróis”. As gerações futuras de certo lhes agradecerão. Muitos desses verdadeiros heróis, ilustres aventureiros desconhecidos, souberam desafiar os perigos de toda a ordem, transportando pessoas e bens de primeira necessidade ou evacuando doentes, em condições meteorológicas adversas, quais “gloriosos malucos das máquinas voadoras”. Há que incentivar todos aqueles que ainda possuam dados e documentos que possam contribuir para que essa História se faça e se não extinga com eles, que os publiquem, ou que os cedam a organizações que para isso estejam vocacionadas. A nossa gratidão a todos aqueles que ao longo dos tempos se atreveram e tiveram a coragem de escrever as suas “estórias” e memórias sobre a sua aviação. Só assim a História da Aviação em Moçambique se fará verdadeiramente, pois nenhum trabalho deste género é suficientemente exaustivo e completo. A todos esses ilustres personagens do nosso passado recente que contra tudo e todos lutaram para que essa história se fizesse, a nossa humilde e sincera homenagem.

A eles dedicamos estas linhas.

José Vilhena e Maria Luísa Hingá

========================

Quem tiver fotos e/ou documentos sobre a Aviação em Moçambique e os queira ver publicados neste blogue, pode contactar-me pelo e-mail:lhinga@gmail.com

=======================

Por motivo alheio algumas das imagens não abrem no tamanho original. Nesse caso podem selecionar “abrir imagem num novo separador” ou “Guardar imagem como…”.

28/05/07

318-Pista da Gulf Oil em Moçambique

Mensagem que acompanhava a foto:

Thank you for the interest in my father's photos from Mozambique.

He was general manager for the Gulf Oil Company in Mozambique from 1948-1957. Most, if not all, of the photos relate to the use of DETA to fly people/supplies from Lorenzo Marques out to the field.

I have still to edit and submit the photos I have to airliners.net. You may, of course, post these photos to your portal.

I will include a shot today of the airfield built by Gulf Oil. I would be grateful if you could somehow ask in your portal if anyone remembers this airfield, where it was located (near a town or river), is it still there, etc. I have used google 'satellite' criss-crossing Mozambique looking for the old airfield. I know Gulf's first 5 wells were in the Pemba region (I believe). It was after we left in 1957 that Gulf starting exploring further north. It is possible the field has overgrown with bushes and trees where it is no longer visible.

Quem se lembra onde era a pista? Pande???


Mais uma foto tirada por "Connie" Heggblom, em Moçambique, no principio dos anos 50.

2 comentários:

Anónimo disse...

Pande e uma regiao a sul de Mocambique, mas concretamente na provincial de inhambane, onde actualmente se encontra uma companhia sulafricana Sasol a explorer gas natural e em breve petroleo.

Anónimo disse...

Pande e uma regiao a sul de Mocambique, mas concretamente na provincial de inhambane, onde actualmente se encontra uma companhia sulafricana Sasol a explorer gas natural e em breve petroleo.