O Voando em Moçambique é um pequeno tributo à História da Aviação em Moçambique. Grande parte dos seus arquivos desapareceram ou foram destruídos e o que deles resta, permanecem porventura silenciosos nas estantes de muitos dos seus protagonistas. A História é feita por todos aqueles que nela participaram. É a esses que aqui lançamos o nosso apelo, para que nos deixem o seu contributo real, pois de certo possuirão um espólio importante, para que a História dessa Aviação se não perca nos tempos e com ela todos os seus “heróis”. As gerações futuras de certo lhes agradecerão. Muitos desses verdadeiros heróis, ilustres aventureiros desconhecidos, souberam desafiar os perigos de toda a ordem, transportando pessoas e bens de primeira necessidade ou evacuando doentes, em condições meteorológicas adversas, quais “gloriosos malucos das máquinas voadoras”. Há que incentivar todos aqueles que ainda possuam dados e documentos que possam contribuir para que essa História se faça e se não extinga com eles, que os publiquem, ou que os cedam a organizações que para isso estejam vocacionadas. A nossa gratidão a todos aqueles que ao longo dos tempos se atreveram e tiveram a coragem de escrever as suas “estórias” e memórias sobre a sua aviação. Só assim a História da Aviação em Moçambique se fará verdadeiramente, pois nenhum trabalho deste género é suficientemente exaustivo e completo. A todos esses ilustres personagens do nosso passado recente que contra tudo e todos lutaram para que essa história se fizesse, a nossa humilde e sincera homenagem.

A eles dedicamos estas linhas.

José Vilhena e Maria Luísa Hingá

========================

Quem tiver fotos e/ou documentos sobre a Aviação em Moçambique e os queira ver publicados neste blogue, pode contactar-me pelo e-mail:lhinga@gmail.com

=======================

Por motivos alheios algumas das imagens não abrem no tamanho original. Nesse caso podem selecionar “abrir imagem num novo separador” ou “Guardar imagem como…”.

31/01/22

923 - Aeroclube de Moçambique

 


Amaro Monteiro

Transporte de correio (assinando o recibo de receção)

18/12/21

922 - Coronel PILAV Armando Luís de Sousa Vieira

Nasceu em Lisboa na Av. Almirante Reis nº 15, a 24 de Outubro de 1922.

Qualificações Académicas - 3º Ano Engenharia Mecânica da Escola Politécnica de Lisboa

1938- FREQUENTA O CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA.

1940- CURSO DE OFICIAL PILOTO MILICIANO.

1940- CURSO DE OFICIAL PILOTO DA ESCOLA DO EXÉRCITO.

1943- PROMOVIDO A ASPIRANTE PILOTO AVIADOR.

1943- COLOCADO NA BASE AEREA Nº1, SINTRA, ONDE COMPLETA O CURSO DE OFICIAL PILOTO AVIADOR.

1946- PROMOVIDO A ALFERES PILOTO AVIADOR.

1948- ENVIADO PARA OS EUA, FAZENDO PARTE DO 1º GRUPO A IR BUSCAR OS PRIMEIROS QUADRIMOTORES PORTUGUESES, (DOUGLAS C-54 SKYMASTER, BOEING SB-17G FORTRESS).

1948- COLOCADO NA BASE DAS LAJES, AÇORES.

1949- PROMOVIDO A TENENTE PILOTO AVIADOR.

1950- COLOCADO NA BASE AEREA DE TANCOS, (SPITFIRE).

1950- REGRESSA Á BASE AEREA Nº1, SINTRA, PARA OS TRANSPORTES AÉREOS MILITARES, ONDE COMPLETA O CURSO DE ESTADO MAIOR, (DOUGLAS DC-3 DAKOTA, AVRO 626).

1953- PROMOVIDO A CAPITÃO PILOTO AVIADOR..

1956- PROMOVIDO A MAJOR PILOTO AVIADOR..

1956- ENVIADO PARA A PORTELA, AERODROMO BASE Nº1, PARA COMANDAR OS TRANSPORTES AÉREOS MILITARES, (DOUGLAS DC-3 DAKOTA,BEECHCRAFT D-18, GRUMMAN G-44 WIDGEON, DOUGLAS C-54 SKYMASTER).

1959- PROMOVIDO A TENENTE-CORONEL PILOTO AVIADOR, por ordem do GENERAL BOTELHO-MONIZ, MINISTRO DA DEFESA.

1959- ENVIADO PARA PARIS, FRANÇA, NA QUALIDADE DE ADIDO MILITAR, AÉREO E NAVAL DE PORTUGAL.

1963- PROMOVIDO A CORONEL PILOTO AVIADOR.

1963- NOMEADO PARA O CARGO DE CHEFE DO ESTADO-MAIOR DA 3ª REGIÃO AÉREA, LOURENÇO MARQUES, MOÇAMBIQUE, ONDE TAMBÉM FOI COMANDANTE DAS FORÇAS AÉREAS DA ZONA DE INTERVENÇÃO NORTE (ZIN). (DOUGLAS DC-3 DAKOTA, AUSTER D-4 e D-5, DORNIER DO-27 e NORTH AMERICAN T-6 HARVARD).

1966- NOMEADO DIRECTOR DOS SERVIÇOS DE AERONÁUTICA CIVIL DE MOÇAMBIQUE (SAC).

1970- REGRESSO Á METROPOLE COM PEDIDO DE PASSAGEM Á REFORMA (RESERVA) NA PATENTE DE CORONEL.

1971- INGRESSA NA TAP COMO COMAMDANTE DE BOEING 727, COM CERCA DE 9.000 HORAS DE VOO, UM ANO DEPOIS É PROMOVIDO A COMANDANTE DE BOEING 707, ONDE TAMBEM EXERCEU O CARGO DE DIRECTOR DOS SERVIÇOS DE PLANEAMENTO E RECRUTAMENTO DO PESSOAL NAVEGANTE.

1982 - REFORMADO AOS SESSENTA ANOS. 1986- COMEÇA UMA NOVA FASE DA SUA VIDA COMO DIRECTOR DA SECÇÃO DE GOLFE DO CLUBE TAP.

FALECEU EM LISBOA A 30/08/2019 COM 96 ANOS DE IDADE.







24/09/21

921 - Relíquias do Nosso Tempo

 Assim terminaram prematuramente alguns dos aviões que fizeram parte da nossa História......

Grumman AA-1B Trainer "CR-AQN"
DHC-1 Chipmunk T.10 "CR-AEK"
Cessna 177 Cardinal "CR-AKJ"
OGMA Auster D5/160 "CR-AQX"
Tiger Moth "CR-AHS" do Engº Valter Carmelo (ex.ACM)
Bell 206B Jet Ranger (HEPAL)
BN-2A-3 Islander "CR-AME"
Piper PA-32 Cherokee 300C "CR-AMH"
Cessna 172H "CR-AKF"
Grumman AA-5 Traveler "CR-AQO"
BN-2A-3 Islander "CR-APO"
Boeing 737-200 "CR-BAA"
Grumman AA-1B Trainer "CR-AQN"
BN-2A-3 Islander "CR-AME"
Bell 206B Jet Ranger (HEPAL)
BN-2A-3 Islander "CR-AOV"
BN-2A-3 Islander "CR-AOV"
Piper PA-22 Tripacer 150 "CR-AFM"
Cessna 182 "CR-ANR"
DHC-1 Chipmunk T.10 "CR-AEK"
Auster D5/160 "CR-AQQ2 e Cessna 150G "CR-APA2
Piper J-3C-65 Cub "CR-ACB"
Piper PA-23 Apache 160 "CR-AFV"
Cessna A.188B Agpickup "CR-APH"
Dornier Do.28D-1 Skyservant "CR-ANV"
Cessna 182 "CR-ANQ"
Cessna 182 "CR-ANQ, CR-ANA e CR-ANR"
Piper PA-23 Apache 16 0 "CR-AGB" e "CR-AHF"
Douglas C-47A-45-DL "CR-AHB"
Piper PA-17 Vagabond "CR-ALB"
Piper J-3C-65 Cub "CR-AEC"
Auster D5/160 "CR-AQQ"
Cessna 182N "CR-ANA"
Cessna A.188B Agpickup "CR-APG e CR-APH"
Piper J-3C-65 Cub "CR-ACB e CR-AEC", Auster D5/160 "CR-AQQ e CR-AQX"

Piper Cub J3 "CR-AEN" que pertenceu ao Aero Clube de António Enes (03 de Setembro de 2021) . Foto de Hélder SarmentoPiper Cub J3 "CR-AEN" e "CR-ACE" que pertenceram ao Aero Clube de António Enes (03 de Setembro de 2021)
Foto de Hélder Sarmento
Piper Cub J3 "CR-ACE" que pertenceu ao Aero Clube de António Enes (03 de Setembro de 2021)
Foto de Hélder Sarmento
Piper Cub J3 "CR-ACE" que pertenceu ao Aero Clube de António Enes (03 de Setembro de 2021)
Foto de Hélder Sarmento
Piper Cub J3 "CR-ACE" que pertenceu ao Aero Clube de António Enes (03 de Setembro de 2021)
Foto de Hélder Sarmento
Piper Cub J3 "CR-ACE" que pertenceu ao Aero Clube de António Enes (03 de Setembro de 2021)
Foto de Hélder Sarmento
Piper Cub J3 "CR-ACE" que pertenceu ao Aero Clube de António Enes (03 de Setembro de 2021)
Foto de Hélder Sarmento

920 - Jorge Cruz - (1943 - 2021)


 Celestino Jorge Cruz Galego, de seu nome completo, nasceu em Coimbra a 16 de Junho de 1943.

Obteve a licença de Piloto Particular de Aeroplanos em 1961 na Escola da Mocidade Portuguesa, enquanto frequentava os estudos secundários no Instituto Técnico Militar dos Pupilos do Exército.
Foi mobilizado para Angola em 1964 no Serviço de Administração Militar, tendo-se oferecido voluntariamente para os Comandos onde cumpriu o serviço militar nos Comandos.
Obteve a Licença de Paraquedista na escola do Aero Clube de Luanda tendo frequentando o 1º Curso de Paraquedismo Civil em Portugal.
Já com a Licença de Piloto Comercial iniciou a sua atividade profissional na Guiné em 1965 ao serviço dos TAGP – Transportes Aéreos da Guiné Portuguesa, voando Cessna 172, Cessna 206, Dornier DO.27 e o quadrimotor DeHavilland DH.114 Heron 2.
Em 1968 foi residir para Nampula onde para além de piloto dos Transportes Aéreos Comerciais (TAC), foi Diretor da Escola e membro diretivo do Aero Clube de Nampula, tendo mais tarde voado para a SAM – Serviço Aéreo de Moçambique em Lourenço Marques.
Foi um dos acionistas fundadores da EMAC- Empresa Moçambicana de Aviação Comercial SARL em Abril de 1970.
Em 1976 regressa a Lisboa onde esteve ligado a algumas empresas de táxi aéreo tendo sido Diretor de Operações de Voo e Piloto Chefe da Lusitanair – Transportes Aéreos Comerciais SA.
Possuía igualmente as licenças de piloto comercial americana e inglesa, o que lhe permitia voar em aviões destas duas nacionalidades.
Em 1994 fez a travessia do Atlântico Norte num monomotor Beechcraft Bonanza “Asas da Teimosia” em companhia do Comandante Faria e Mello, tendo em 1987 protagonizado o Raid Sagres Macau num monomotor Mooney 20E “Sagres” percorrendo 30 mil quilómetros em 26 dias.
Publicou em 2008 o livro “Moçambique - Voo para a Liberdade”, relatando a sua saída daquele país recém-independente com uma frota de seis aviões.
Reformou-se em Junho de 2003 aos 60 anos de idade, quando voava Convair 580 na empesa ACEF -Transportes Aéreos e Carga com sede em Évora.
Faleceu em Lisboa a 19 de Setembro de 2021 aos 78 anos de idade.
TAC






TAGP
Fernando Bárbara Pinheiro e Jorge Cruz Galego

Licença FAA
Livro publicado por Jorge Cruz



Jorge Cruz - (1943 - 2021)
Foi com tristeza que tivemos conhecimento do falecimento do Jorge Cruz no passado dia 19 de Setembro.
Que descanse em paz.